O que os heads de finanças estão fazendo para administrar os impactos da Covid-19


Postado em 16 de abril de 2020

Na última quarta-feira de manhã, o WTC São Paulo Business Club junto ao SAP, realizaram mais um comitê executivo de CFOs com o objetivo de tratar as principais soluções vindas dos heads de finanças para administrar os impactos da Covid-19. Esse debate foi conduzido por Paulo Mendes (CFO da SAP), e Viviane Valente (CFO do Grupo Tigre).
Abrindo a discussão, Viviane Valente dividiu que as demandas de todas as áreas de muitas empresas sofreram naturalmente algum tipo de alteração, para mais ou para menos. Cada setor da economia também está sendo reestruturado nesse sentido, e o impacto em cada um deles é diferente. Por consequência, a relação dentro de uma organização e dos principais stakeholders está diferente, e os CFOs estão no centro dessa transformação.
Dando continuidade a esse debate, Paulo Mendes pontuou a importância da comunicação entre o head de finanças e todas as outras áreas, já que é o papel do mesmo ser a balança que traz equilíbrio para a companhia, e tem o dever de pontuar os impactos das tomadas de decisões de cada área.
É importante deixar claro as responsabilidades de cada um dentro da empresa em um momento de crise, por ser um momento delicado em que a cobrança por resultado está maior. Apesar da criação de comitês de crise na maioria das empresas, e do consenso do mercado de que o caixa vem depois da saúde, o cenário inconstante traz incertezas que exigem comprometimento maior de todos os colaboradores.