OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO | ENERGIA, ÁGUA, SUSTENTABILIDADE & MEIO AMBIENTE


Postado em 7 de agosto de 2018

 

A DEWA – Dubai Electricity and Water Authority

A Agência de Água e Energia de Dubai (Dewa, na sigla em inglês) é a única fornecedora de água e eletricidade para Dubai.
Com orçamento 2018 de US$ 7,19 bilhões, investe em projetos grandiosos, como a Usina hidrelétrica em Hatta, com geração de 250 MW; o Parque Solar Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, cuja capacidade de geração em 2020 deverá alcançar 5 mil megawatts, o equivalente a 800 mil residências e a construção de usinas nucleares e térmicas movidas a carvão limpo.
No escopo da parceria WTC –CCAB & CCAB-Dewa, as empresas brasileiras foram convidadas a participar de projetos previstos pela Agência, como a terceira fase do parque solar Mohammed bin Rashid Al Maktoum, os planos de instalação de painéis solares em cima de edifícios, usinas de dessalinização de água, estações de recarga para carros elétricos, aplicativos para celular, internet das coisas, inteligência artificial.
São mais de US$ 70 bilhões em licitações nos próximos 4 a 5 anos. Além disso, empresas brasileiras possuem uso livre e gratuito do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Dewa.
A Dewa também acabou de se tornar o parceiro oficial da sustentabilidade elétrica da Expo 2020, que planeja ter 50% de sua energia fornecida de várias fontes de energia renováveis. A Dewa construirá uma infraestrutura que coincide com as necessidades de Dubai, como um total de AED 420 milhões em investimentos. De acordo com a Dewa, eles compartilharão muitos objetivos em comum durante a EXPO 2020 e ficarão de olho em possíveis e potenciais novos parceiros que dividem suas ideias da sustentabilidade elétrica dentro do pavilhão da sustentabilidade.
Além da DEWA, outra importante autoridade do pais é a ADWEA, Autoridade de Água e Eletricidade de Abu Dhabi que anunciou que pretende construir uma usina de dessalinização de água no emirado orçada em US$ 1,2 bilhão. Será a maior instalação do gênero em Abu Dhabi e deverá iniciar operações em 2021. A organização tem convidado empresas e consórcios a manifestar eventual interesse no empreendimento. A ideia é que a usina tenha 60% de participação pública e 40% privada.
Além dos EAU, a Arábia Saudita tem se destacado por conta dos projetos de energia renovável no pipeline. O país árabe vai licitar cerca de 4 gigawatts (GW) de projetos renováveis em 2018, sendo 3,25 GW de energia solar e cerca de 800 megawatts de energia eólica. Serão oito projetos em duas rodadas. A Arábia Saudita também lançou o projeto da NEOM City, mega-cidade de US$ 500 bilhões e 33 vezes maior que Nova York, que será 100% alimentada por energias renováveis.
É válido também destacar a região do Oriente Médio e Norte da África como um todo, que está embarcando em um programa sem precedentes para desenvolver energia renovável. Com mais de 67GW de projetos de energia limpa em vários estágios, tanto de estudo quanto de projetos. O investimento necessário estimado é de US$ 200 bilhões e deve aumentar ainda mais nos próximos anos.

A Agenda de Desenvolvimento Sustentável – Emirados Árabes Unidos

A agenda do desenvolvimento sustentável é bastante importante e tem ganhado cada vez mais destaque nos Emirados Árabes Unidos, tanto nacional quanto internacionalmente. Os Emirados Árabes Unidos foram o principal defensor da formulação da Agenda de Desenvolvimento pós-2015/2030 desde o início. Sua Alteza Sheikh Abdullah Bin Zayed Al Nahyan, Ministro das Relações Exteriores, participou nos processos da ONU que determinaram a decisão de desenvolvimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDGs), com base na recomendação de 2012 do Painel de Alto Nível do Secretário-Geral da ONU sobre Sustentabilidade Global (SGP).
Na sequência da “Rio + 20”, os Emirados Árabes Unidos produziram um documento conceitual, em colaboração com a Colômbia e o Peru, que delineou os princípios, processos e vínculos entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e os Objetivos do Milênio, além de possíveis áreas em que os países pudessem visualizar os objetivos de desenvolvimento sustentável no futuro e passar a apoiá-los e investir neles.
Os Emirados Árabes Unidos foram um dos principais participantes do “Grupo de Trabalho Aberto de 30 membros sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”. As questões prioritárias para os Emirados Árabes Unidos, identificados através da consulta das partes interessadas, foram energia, educação, parceria global, saúde, água e capacitação das mulheres. Entidades relevantes dos Emirados Árabes Unidos – principalmente no nível federal – foram consultadas e apoiaram o país nas negociações.
Para além da agenda governamental, a preocupação com sustentabilidade tem impactado diretamente os negócios do país. No setor de construção, um dos mais importantes para a economia do país, vê-se a consolidação dos projetos de construção “verde”. Os Emirados Árabes Unidos têm a maior parcela de edifícios “verdes” do Oriente Médio e Norte da África – com 65% dos edifícios verdes da região. Em 2013, empresas de construção dos Emirados Árabes Unidos, em pesquisa global com a indústria, afirmaram que mais da metade de seus projetos consistia em empreendimentos “verdes”.
No emirado de Abu Dhabi, a Cidade de Masdar, muitas vezes chamada de “cidade do futuro” existe como um projeto de desenvolvimento urbano executado pela companhia de energia renovável Masdar, que direcionou US$ 15 bilhões para torná-la a cidade mais sustentável do planeta. Masdar engloba diversas soluções já existentes, como painéis fotovoltaicos, painéis reflexivos e aproveitamento de ventilação natural, e deve continuar crescendo até sua finalização em 2030.
O Comitê Nacional dos Emirados Árabes Unidos para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDGs) foi formado pelo decreto do Gabinete em janeiro de 2017 e, ao longo deste ano, foi lançado O Plano de Desenvolvimento dos Emirados Árabes Unidos para o Progresso dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em 2017/18, que se alinha com as prioridades nacionais de desenvolvimento e se envolverá com uma série de partes nteressadas, não apenas no governo, mas também na academia, think tanks e os setores privado e sem fins lucrativos. Além de continuar a sua participação ativa no discurso global sobre o desenvolvimento sustentável, em 2018, os Emirados Árabes Unidos receberão o Fórum Mundial de Dados da ONU em Dubai. O World Data Forum é um evento global para intensificar a cooperação e promover a conscientização sobre questões de dados relacionadas ao desenvolvimento sustentável.
O setor de energia, porém, é o que tem recebido mais investimentos, impulsionado pela preocupação em diversificar a matriz energética do país e diminuir a dependência em relação aos combustíveis fósseis. Na região MENA, como um todo, foram feitos US$ 8,7 bilhões em investimentos no setor em 2016. Em 2017, os Emirados Árabes Unidos anunciaram planos de investimento de US$ 163 bilhões em projetos de energia renovável, a fim de obter a marca de 44% da energia gerada oriunda de fontes renováveis até 2050. Em Dubai, especificamente, a meta é mais ambiciosa: chegar a 2030 com 75% da energia gerada por fontes renováveis.

COMO APROVEITAR AS OPORTUNIDADES NOS EMIRADOS ÁRABES

O WTC em parceria com a CCAB e a DEWA te levarão para a WETEX, A Maior Feira de Água, Energia, Tecnologia Meio Ambiente da região. O objetivo central é apresentar as empresas brasileiros para o mercado como potenciais fornecedoras de soluções, além de apresentar os últimos desenvolvimentos em energia convencional e renovável em todo o mundo, oportunidades de negócios e potenciais parcerias.
A participação do Brasil, além de ser uma demanda dos visitantes da feira, fomenta não só o comércio mas agrega valor ao produto brasileiro e marca Brasil. A CCAB colocou em discussão o assunto em comitês nessa temática (Comitê Sustentabilidade – ICC), como também, com empresas como ELETROBRAS, e houve entendimento que é estratégico e importante o Brasil começar a inserir-se em ações com esse tema no mercado árabe, com oportunidade de investimento e troca de know-how.

WETEX

20ª edição
Data: 23 a 25 de outubro de 2018
Local: Dubai, Emirados Árabes Unidos
Cerca de 31.000 visitantes e 20.000 expositores de 50 países (2017)

Os principais pavilhões serão: Renewable Energy Zone, Climate Change Zone, Waste Management Zone, Green Facilities Management Zone, Innovation, Education & Smart Technology Zone, Sustainable Communities and Lifestyle Zone, Smart Transportation Zone, National Pavilions e Happiness Zone
Sob o guarda-chuva da WETEX, também acontecerá a 3ª edição do Dubai Solar Show, além de seminários técnicos sobre o tema de energia renovável e sustentabilidade.
Vantagens na Parceria WTC & CCAB – CCAB & DEWA
Além de um Espaço Exclusivo no Estande Brasileiro, oferecemos um programa completo com vantagens como:
• Reuniões Qualificadas
Reuniões B2B e B2G pré-agendadas para as empresas expositoras no estande brasileiro, além de reuniões com tomadores de decisão da Dewa. A Dewa, sob solicitação da Câmara Árabe, também poderá realizar um seminário a respeito de como empresas brasileiras podem participar de licitações abertas da Agência.
• Seminário
Negociada a oportunidade de realizar palestras na Dubai Solar Show e em seminários técnicos a respeito do tema, aprofundando a discussão sobre parcerias entre os principais atores nos dois países.
• Outros benefícios
Tours guiados durante todos os dias da WETEX da Dubai Solar Show 2018.
• Estande
Cada empresa terá seu próprio estande dentro do Estande Brasileiro que também funcionará como um espaço para networking

Entre em contato com romulo.augusto@wtcclub.com.br para saber como ter acesso as oportunidades e participar da agenda de negócios.