O que aprendi com a Economia Compartilhada e a necessidade de inovar na gestão


Postado em 19 de dezembro de 2017

A Economia Compartilhada parece ser um dos mais promissores segmentos de negócio da atualidade, em 2015 a PWC estimou a receita global desse setor foi de U$15 bi e, que em 2025, será de U$335 bi. Conceitualmente, “é a prática de dividir o uso ou a compra de serviços facilitada, principalmente, por aplicativos que possibilitam uma maior interação entre as pessoas”, mas no seu dia-a-dia são atividades e aplicativos semelhantes ao serviço do Airbnb ou da Cabify.

Um exemplo clássico para explicar a eficiência gerada na “Sharing Economy” é a furadeira. Estima-se que essa ferramenta seja utilizada apenas por 14 minutos durante toda a sua vida útil na casa de uma pessoa comum. Contudo, sabemos que ela tem capacidade de ser utilizada por muito mais tempo. Mas, como nós, líderes de empresas, podemos aplicar isso para inovar a nossa gestão?

Considerando que, a Economia Compartilhada não é baseada somente na tecnologia, mas na ociosidade do bem/serviço partilhado e, que a administração em empresas tem como uma de suas metas tirar o melhor proveito dos recursos investidos, talvez seja o momento de pensar que a eficiência em serviços deve pegar uma carona na Era do Compartilhamento.

Você já precisa otimizar o seu custo de limpeza, manutenção predial e de áreas verdes? Já pensou em fazer isto com profissionais volantes? E contratar centrais de vigilância, monitoramento ou até mesmo rondas motorizadas junto com empreendimentos vizinhos para otimizar o investimento e o grau de segurança? Ou seja, em vez de de uma equipe dedicada, ter uma equipe que atende mais de um site com baixíssima ociosidade no seu trabalho, compartilhando o tempo. No segmento de serviços e segurança, por exemplo, essa seria uma ação extremamente factível e já praticada em muitas operações. “Ah, mas na minha gestão não tem ociosidade”, diriam os mais resistentes. Garanto a você que, se não há ociosidade, há ao menos um ganho na escala, upgrade de serviços e, claro, compartilhamento de conhecimento.

No Facilities, por exemplo, já temos o sistema volante de limpeza que oferece ao gestor o compartilhamento dos custos desde a contratação até o melhor aproveitamento de equipamentos e produtos. A partir de um estudo da rotina do seu negócio que abrange desde dias e horários de maior circulação de pessoas até funcionamento de maquinários, é possível criar cronogramas “tailor-made” para atender as demandas. Já em Segurança, temos a experiência de monitoramento de vários empreendimentos imobiliários vizinhos. Essa estratégia não só gerou escala e otimização de custos, como um melhor aproveitamento dos dados estatísticos para ação preventiva. E stes são apenas exemplos, as oportunidades são quase infinitas. O movimento natural das empresas é sempre buscar soluções eficientes, maior nível de qualidade com menor custo para o negócio. No entanto, a resposta que você precisa para essa máxima da administração provavelmente está na inovação da gestão. Afinal, “insanidade é continuar sempre fazendo a mesma coisa e esperar resultados diferentes” (autor desconhecido).

*Sérgio Souza é CEO da G4S no Brasil desde 2015, liderando mais de 20.000 colaboradores, e Conselheiro da Britcham desde 2017. Tem formação acadêmica em Estatística pela Unicamp e Business Management pela Northwesthern University – Kellog School of Management. Com 20 anos de experiência em cargos de liderança, iniciou a sua carreira na Pirelli e chegou à posição de COO na GE Capital. No início dos anos 2000, foi Chief Operating and Technology Officer da Visa Vale e, em 2008, assumiu como CEO da Interfile. Também foi CEO da Teleperformance – líder global em gestão omnicanal de relacionamento e experiência do consumidor.

**A G4S é líder global em soluções de Segurança e Facility Services. Com mais de um século de operação, está 90 países, tem 590 mil colaboradores e é listada na Bolsa de Valores de Londres (LSE) e na Copenhagen Stock Exchange. No Brasil, são 20 mil colaboradores há 40 anos atendendo os mais exigentes clientes. Securing Your World é o compromisso global da G4S em assegurar tudo o que realmente importa para os nossos clientes.