A visão do middle market brasileiro frente às reformas, consumo e a retomada do crescimento


Postado em 23 de agosto de 2017

Executivos de diversos setores, em encontro promovido pelo WTC Business Club, juntamente com Articon e BR|Advice, discutiram sobre o que podemos esperar da nossa economia frente aos acontecimentos políticos e instabilidade econômica, bem como os impactos das reformas na retomada do crescimento. Networking e informação são ferramentas primordiais para a união de forças e parcerias para encontrar as soluções de inovação e superação.

 

23 de agosto de 2017 – O mercado de médias empresas vêm crescendo cada vez mais no Brasil. Em um momento de crise político-econômica, o WTC Business Club trouxe a visão de diferentes esferas da economia para abordar sobre as reformas, consumo e retomada de crescimento nesse setor, em evento em São Paulo que reuniu executivos e investidores do setor do Middle Market brasileiro.

 

Para falar do tema, construiu-se um forte painel formado por Zeina Latif, economista-chefe da XP Investimentos, Maurício Camisotti, presidente da Prodent, Gabriela Baumgart, diretora executiva e sócia do Grupo Baumgart, Dr. José Luiz Junqueira, diretor geral da Universidade São Leopoldo Mandic e Dr. Luiz Carlos Monteiro, presidente da ePharma.

 

Zeina Latif, também colunista do Estadão, abriu o evento contando um pouco da atual situação financeira do país. Segundo ela, a reorientação da política econômica no Brasil está começando a render frutos. Mesmo assim, ainda há um desafio fiscal enorme, uma vez que não há mais espaço para a elevação de tributos. Desta forma, a economia só será levantada quando houver um avanço fiscal.

 

Luiz Carlos Monteiro e Maurício Camisotti trataram sobre o âmbito da saúde, certificando que, para o sucesso de uma organização deste setor, é necessário ter uma visão muito estratégica do negócio, como por exemplo criar planos de acordo com a necessidade dos clientes, evoluir os canais de vendas constantemente, além de utilizar a tecnologia como ferramenta de negócios, gerando valor agregado aos serviços e construindo uma cadeia de relacionamento com a marca.

 

O Dr. José Luiz Junqueira contou um pouco a respeito do setor da educação. Para ele, o que mais vem crescendo no momento é a área de EAD (educação à distância), pois são cursos mais em conta e com fácil acesso. Além disso, o mercado encontra-se regulado e ainda há um grande espaço de crescimento.

 

Por fim, Gabriela Baumgart relatou sobre tendências no setor do varejo e seus desafios para os novos tempos. Segunda ela, há dois pontos que devemos nos preocupar para o futuro: intensificação do uso da tecnologia como uma forma de inovação e investimento no desenvolvimento de pessoas, uma vez que estes são os bens mais valiosos de uma empresa.