Executivos se reúnem em São Paulo, para debater sobre a Inovação Disruptiva e a 4° Revolução Industrial


Postado em 2 de maio de 2017

No dia 30 de Março, no auditório do Cubo Coworking, reunindo mais de 130 Diretores e CEOs de Grandes Empresas, o WTC Business Club promoveu o WTC C-Level Meeting, com patrocínio da Microsoft Brasil.
No cenário atual, onde a informação está cada vez mais acessível a todos, a competitividade está cada vez maior, aliado a um cenário de incertezas, com mercado cada vez mais dinâmico, é preciso inovar. As pessoas mudaram, os consumidores estão mais conectados em grupos diversos e exigentes pela gama de opções que têm à disposição.
“É super importante fazer a união entre as duas pontas da indústria que são relevantes: de um lado as startups, que estão trazendo inovação e na outra ponta as grandes empresas, que têm uma demanda por renovar os seus negócios”, afirma Gustavo Caetano, CEO da Sambatech.
O encontro contou com a experiência de Fábio Azevedo e Loredane Feltrin (Diretores Microsoft), com Flávio Pripas (Diretor Cubo) e Gustavo Caetano (CEO Sambatech). Mediação e debate por Sérgio Alexandre (Sócio PwC) e Omar Rodrigues (Presidente Latam CSC).
“Hoje em dia já está caindo em um lugar comum falar de Transformação Digital. A nossa vida já é digital. Então esse mundo digital entra em todos os negócios, de todos os tamanhos. Para o pequeno é muito mais natural, para o grande é necessário: ou ele faz isso ou morre.”- comentou Flávio Pripas, Diretor do Cubo Coworking.
A 4ª Revolução Industrial trouxe, nesse contexto, extrema automação, conectividade e digitalização (aliado a tecnologia da informação), com pilares de engajamento, empoderamento, transformação e otimização. O Dynamics 365, solução da Microsoft na Nuvem que, com aplicativos de negócios inteligentes de CRM e ERP, oferece diversas opções para resolver problemas reais combinado diversas tecnologias e metodologias frutos dessa transformação digital. Ele ajuda a auxiliar na administração da empresa, com flexibilidade de adicionar aplicativos de acordo com as necessidades específicas, dando um controle estratégico, gerencial e operacional de forma segura, intuitiva e moderna.
“Uma empresa hoje, no mínimo, tem que estar já testando essas novas tecnologias, porque de repente vem uma startup, do nada, com um modelo de negócio muito mais simples, baseado em uma plataforma tecnológica, e cria um novo marco ou paradigma no mercado.” (Fábio Azevedo, Diretor – Microsoft)
“Grandes players, bancos e universidades estão olhando para as pequenas empresas, que por sua vez precisam dos grandes para conseguir crescer” – complementou Flávio Pripas.